EVOKE TOP 5 # TIM MAIA

Screen Shot 2014-09-23 at 11.43.31

Se estivesse vivo o Síndico do Brasil, mais conhecido como Tim Maia completaria hoje 72 anos.
Considerado um dos nomes mais importantes da cena musical brasileira, o cantor influenciou e
continua inspirando gerações. E para lembrar um pouco de sua figura rebelde, engraçada e genial,
a Evoke presta aqui a nossa homenagem ao nosso eterno síndico.

Solta o play!

Sossego – Fã declarado de Booker T and the MG’s, diz a lenda que Tim Maia não exitou em colocar
uma letra na música “Boot leg” e a transformar em “Sossego”. Booker T and the MG’s é uma banda
instrumental de soul/r&b/funk que surgiu no começo dos anos 60 e existe até hoje.

https://www.youtube.com/watch?v=W86g503map0

Não quero dinheiro (Eu só quero amar) –. Para o nosso Síndico, “o dinheiro era capaz de
comprar muitas coisas, como bebidas, comidas e até amizades, mas o amor verdadeiro não era
possível”. Uma das canções mais famosas de Tim, Não quero dinheiro retrata exatamente o que
ele estava sentindo.

No início dos anos 70, o boom imobiliário tomou conta do Rio de Janeiro. A praia do Pontal,
no Recreio dos Bandeirantes foi considerada o metro quadrado mais caro do Brasil. Tim Maia,
que morava na Tijuca, demarcou os limites da região com sua famosa canção Do Leme ao Pontal.
E ainda reforçou dizendo que não há nada igual.

Reza a lenda que a música “Chocolate” é uma declaração de amor à maconha.
Tim Maia nunca confirmou o boato. Afinal, ele não bebia, não fumava, não cheirava.
Só mentia um pouquinho.

Manipulado por Manoel Jacintho Coelho durante a fase Racional, Tião Marmiteiro,
como era conhecido porque devorava as marmitas que seu pai preparava antes da entrega,
teve que reescrever a música Bom senso com estrofes messiânicas para poderem entrar
no disco Tim Maia Racional. Até a hora em que Tim caiu na real e largou o Racional
do mesmo jeito que aderiu a ele: da noite pro dia sem explicar nada para ninguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *