Evoke Plays Louder #The Ramones

Clássicos são eternos e os Ramones estão no nosso radar este mês – e nosso no coração, sempre!

Isso porque o álbum “Halfway to Sanity”, o décimo de estúdio do quarteto, completou 30 anos e está tocando incessantemente na nossa caixa de som. O disco lançado em 15 de setembro de 1987 que começa com a inesquecível e melódica “I Wanna Live” está fazendo jus à faixa de abertura. Estamos aí, 30 anos depois, “living a Ramones life”.

Dizem alguns fãs que este é um disco “injustiçado” por não ter o prestígio que seus sucessores tiveram e ao mesmo tempo conter algumas das mais inspiradas canções do grupo como “I Know Better Now” e “I’m Not Jesus”, faixas mais agressivas que marcaram a aproximação da banda com o hardcore. A produção desse disco é do novaiorquino Daniel Rey, que pela primeira vez trabalhava com os Ramones e também pela primeira vez produzia um disco. “Halfway to Sanity” é uma jóia perdida na discografia dos Ramones e viemos aqui refletir o seu brilho em pleno 2017.

ramones_cover

Uma novidade sobre os Ramones é a volta ao Brasil do baixista CJ Ramone. Ele começa sua gira sul-americana na Argentina dia 08/11 e chega ao Brasil para uma dezena de shows, em diversas cidades. O primeiro será em São Paulo no dia 15/11, no Hangar 110.

CJ Ramone vem promover seu terceiro álbum American Beauty, lançado este ano pela (também clássica) gravadora Fat Wreck Chords, que pertence a Fat Mike, vocalista do NOFX. O disco possui uma sonoridade bem… Ramones. Refrões pegajosos, três acordes, uma pitada de pop punk e tudo o que um fã de Ramones vai identificar na hora.

Em carreira solo desde 2011, CJ Ramone sobe aos palcos do Brasil empunhando baixo e microfone, e acompanhado dos guitarristas Nate Sander e Joshua Blackway e do baterista Pedro Sosa. CJ é habituê do Brasil e já perdemos as contas de quantas vezes ele se apresentou por aqui, foram mais de seis…

CJ – Christopher Joseph Ward foi o baixista escolhido para substituir Dee Dee Ramone em 1989 e ficou até o fim da banda em 1996.

E ainda falando em Ramones, lembramos da colaboração da Evoke com o baterista Marky Ramone, em 2011. O modelo “signature series” assinado pelo Ramone é tão clássico quanto o estilo de um legítimo Ramone:

evoke_x_marky_ramone_produtopackO clássico modelo poncherello aviador está aqui.

No mesmo ano, Marky gravou o vídeo abaixo, em Nova York, cidade onde os Ramones nasceram e onde o baterista vive atualmente.

Marky entrou nos Ramones em 1978 substituindo Tommy Ramone. Saiu em 1983 e voltou em 1987 e ali permaneceu, na cozinha da banda junto com CJ Ramone, até o fim em 1996.

Marky, assim como seu colega de banda CJ, também é figura carimbada no Brasil. Os brasileiros amam os Ramones… e é recíproco.

Diamonds are forever.

 

 

 

 

01 nov 2017
LEAVE A COMMENT
no comments

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *